Linha do tempo da saga Star Wars e sua relação com Histórias Bíblicas

Linha do tempo da saga Star Wars e sua relação com Histórias Bíblicas

Tempo de leitura: 16 minutos

Existe muito mais a respeito das trajetórias de Anakin e Luke Skywalker do que supõem os críticos. Quando você assiste à saga Star Wars seguindo a linha do tempo, muitos detalhes ficam mais claros.

Sem dúvida, mesmo para os que não são fãs, a estreia do primeiro filme em 1977 marcou um divisor de águas no mundo do cinema sci-fi. George Lucas soube mesclar várias de suas influências cinematográficas, em especial as histórias de ficção científica inspiradas no Velho Oeste, conhecidas como Space Western.

É fã de Star Wars? Encontre todos os produtos exclusivos da saga em nossa loja: (Clique aqui)

Star Wars é a principal representante do gênero conhecido como Space Opera, que faz essa comparação entre o espaço sideral e o faroeste. Mas você sabia que George Lucas também se inspirou na Bíblia para compor a saga? Se você é um verdadeiro fã de Star Wars, talvez já saiba disso. Se não souber, fique comigo até o final do artigo.

LINHA DO TEMPO STAR WARS

infográfico mostrando a cronologia da saga Star Wars. Trata-se de uma imagem de fundo preto estrelado com um título em caixa alta escrito A História de Star Wars e logo abaixo uma seta em formato de S

STAR WARS I: A AMEAÇA FANTASMA

Foto frontal de um garoto personagem do do star wars: Anakin Skywalker com 9 anos

Dados sobre o filme

Título original: Star Wars: Episode I – The Panthom Menace

Lançamento: 1999

Duração: 2h16m

Elenco: Ewan McGregor, Liam Neeson, Natalie Portman

Sinopse: O Cavaleiro Jedi Qui-Gon Jinn e seu aprendiz Obi-Wan recebem a missão de proteger a Rainha Padmé Amidala do planeta Naboo. Enquanto isso, Qui-Gon Jinn encontra um menino de 9 anos chamado Anakin, e acredita que vai restaurar o equilíbrio da Força.

Destaque e curiosidades

A interpretação de Liam Neeson como Qui-Gon Jinn foi muito elogiada pelos fãs e foi este mestre Jedi quem descobriu o segredo de como conservar a consciência viva após a morte.

Um erro de gravação quase imperceptível é quando a mãe de Anakin serve uma bebida para Qui-Gon Jinn e seu grupo. Se você pausar e der zoom, verá que ela apenas finge colocar o suco nos copos.

Uma das frases mais icônicas do Episódio 1 é de Qui-Gon Jinn quando falou para o jovem Anakin Skywalker:

Seus olhos podem enganar você, não confie neles!

Crítica

A crítica especializada e os fãs receberam muito mal esse filme e o consideram o pior de toda a saga. Muitas das críticas foram para o personagem Jar Jar Binks, que, apesar de trazer um lado cômico para o filme, foi visto como desnecessário. Além disso, o roteiro em si foi criticado, bem como a falta de um protagonista de destaque.

STAR WARS II: O ATAQUE DOS CLONES

Obi-Wan Kenobi e o jovem Anakin empunham seus sabres de luz.

Dados sobre o filme

Título original: Star Wars: Episode II – Attack of the Clones

Lançamento: 2002

Duração: 2h22m

Elenco: Hayden Christensen, Natalie Portman, Ewan McGregor, Christopher Lee

Sinopse: Obi-Wan Kenobi é agora um mestre Jedi que juntamente com seu pupilo Anakin Skywalker devem proteger a senadora Padmé, que começa a viver um romance com Anakin. Ela sofre duas tentativas de assassinato e Obi-Wan descobre que o ex-mestre Jedi Conde Dookan está envolvido.

Destaques e curiosidades

O Conde Dookan, interpretado no filme por Christopher Lee, foi discípulo do Mestre Yoda e foi quem treinou Qui-Gon Jinn.

Uma outra curiosidade do episódio II é que o povo do ET, aquele mesmo do filme do Spielberg, aparece entre as raças alienígenas representadas no Senado.

Uma das frases mais icônicas do filme é de Obi-Wan Kenobi quando disse:

Cuidado com os pensamentos, eles o traem.

Crítica

As críticas para o episódio II foram um pouco mais favoráveis. Apesar das cenas de ação terem sido elogiadas, os diálogos foram considerados fracos e o romance entre Padmé e Anakin foi considerado muito clichê.

STAR WARS III: A VINGANÇA DOS SITH

Cartaz do III episódio da saga Star Wars de uma montagem com os personagens do filme: Obi-Wan Kenobi, Akankin Skywalker e Padmé.

Dados sobre o filme

Título original: Star Wars: Episode III – Revenge of the Sith

Lançamento: 2005

Duração: 2h20m

Elenco: Hayden Christensen, Natalie Portman, Ewan McGregor

Sinopse: O terceiro traz um desfecho para o destino de Anakin Skywalker, que fica dividido entre o Senador Palpatine e a lealdade aos Jedi.

Destaques e curiosidades

George Lucas se inspirou na história de Fausto, de Goethe, mas também existem referências ao filme O Bebê de Rosemary. O tema central é o humano que faz um pacto com o diabo.

O episódio III teve muitas cenas deletadas, como uma em que um grupo de senadores se alia para impedir que Palpatine acumule mais poderes.

Um erro de gravação ocorreu na cena final quando Anakin está se tornando Darth Vader. Em uma cena seu pescoço aparece livre enquanto ele está deitado sobre uma mesa cirúrgica. Logo depois, quando a máscara desce, seu pescoço já aparece com uma parte da armadura.

A frase marcante deste filme foi dita pelo vilão sith Darth Tyrannus:

Quanto maior o orgulho, maior a queda.

Crítica

A recepção da crítica especializada foi muito boa e a Vingança dos Sith encontra-se em 51º lugar da lista dos 100 melhores filmes de Ficção Científica, da Rotten Tomatoes.

STAR WARS IV: UMA NOVA ESPERANÇA

cartaz de lançamento do filme Star Wars de 1977 onde há as imagens desenhadas dos principais personagens do filme: princesa Leia, Luke Skywalker e o vilão Darth Vader, todos empunhando armas ou sabres de luz

Dados sobre o filme

Título original: Star Wars

Lançamento: 1977

Duração: 2h1m

Elenco: Mark Hamill, Harrison Ford, Carrie Fisher

Sinopse: A Princesa Leia Organa, líder da Aliança Rebelde contra o Império, rouba os planos de construção da Estrela da Morte e busca a ajuda de Obi-Wan Kenobi para juntos lutarem contra as tropas imperiais lideradas por Darth Vader.

Destaques e curiosidades

Star Wars Episódio I foi a maior bilheteria do cinema na década de 70, arrecadando quase 1 bilhão de dólares. O filme foi indicado a 12 Oscars em 1978 e levou 6 Oscars mais um prêmio especial pela edição de som.

O robô R2D2 era interpretado por uma pessoa real, o ator britânico Kenny Baker, que tinha 1,12 de altura. Já o personagem Chewbacca era interpretado por outro ator britânico, Peter Mayhew, que tinha 2,21m.

Foi neste filme que pela primeira vez foi dita a icônica frase:

Que a Força esteja com você.

Crítica

O filme obteve 93% de aprovação positiva no site Rotten Tomatoes e é considerado um dos melhores de toda a saga Star Wars. A trilha sonora, os efeitos especiais e os figurinos, juntamente com o enredo dinâmico, foram os aspectos que mais despertaram admiração do público.

STAR WARS V: O IMPÉRIO CONTRA-ATACA

cena do filme o Império Contra Ataca - Star Wars IV em que o vilão Darth Vader estende a mão para trazer Luke Skywalker para o lado negro da Força

Dados sobre o filme

Título original: The Empire Strikes Back

Lançamento: 1980

Duração: 2h4m

Elenco: Mark Hamill, Harrison Ford, Carrie Fisher

Sinopse: Neste episódio, Luke Skywalker e seus amigos da Aliança Rebelde continuam lutando contra o Império. Ao mesmo tempo, atendendo uma visão de Obi-Wan Kenobi, Luke parte para o planeta Dagobah a fim de treinar com Mestre Yoda e aprender a dominar a Força.

Destaques e curiosidades

Sem dúvida, um dos grandes destaques desse episódio é o Mestre Yoda treinando Luke Skywalker. Os ensinamentos de Yoda tornaram-se frases famosas que são repetidas por milhões de fãs da saga. Uma delas é:

Um Jedi usa a força para conhecimento e defesa, nunca para ataque

Por outro lado, foi em O Império Contra-Ataca que a Marcha Imperial, tema de Darth Vader, foi introduzida pela primeira vez na saga. A propósito a frase mais famosa desse episódio foi dita por Vader enquanto enfrentava Luke Skywalker:

“Eu sou seu pai”.

Crítica

A recepção crítica do Império Contra-Ataca não foi unânime. Enquanto alguns o acharam até melhor do que Uma Nova Esperança, outros não gostaram do tom dramático e obscuro do filme ao introduzir a questão da paternidade entre Luke e Vader.

STAR WARS VI: O RETORNO DO JEDI

 imagem da estrela da morte, uma construção em formato esférico flutuando no espaço com um fundo escuro

Dados sobre o filme

Título original: Star Wars: Episode VI – Return of the Jedi

Lançamento: 1983

Duração: 2h11m

Elenco: Mark Hamill, Harrison Ford, Carrie Fisher

Sinopse: O Império está construindo uma nova Estrela da Morte e Luke Skywalker retorna ao Mestre Yoda para saber mais sobre seu passado e finalizar seu treinamento. As forças rebeldes enfrentam o Império numa espetacular batalha final.

Destaques e curiosidades

O retorno de Jedi traz a participação dos Ewoks, habitantes da segunda lua de Endor, que, por serem personagens muito fofinhos, no melhor estilo ursinhos carinhosos, acabaram ganhando uma animação própria nos anos 80 e dois filmes para a televisão na mesma década.

Uma frase curiosa e verdadeira foi dita pelo mestre Yoda nesse filme:

Quando 900 anos você atinge, bem você não parece.

Crítica

O Retorno do Jedi foi muito bem recebido pela crítica e foi considerado um final muito apropriado para a trilogia inicialmente apresentada (episódios IV, V e VI) e também um entretenimento completo com amor, ação, aventura, sci-fi e muitas batalhas espaciais e sabres de luz.

STAR WARS VII: O DESPERTAR DA FORÇA

cartaz do filme Star Wars VII o despertar da força com todos os seus personagens

Dados sobre o filme

Título original: Star Wars: Episode VII – The Force Awakens

Lançamento: 2015

Duração: 2h18m

Elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac

Sinopse: Este filme se passa 30 anos após a Guerra Civil retratada em O Retorno do Jedi. Desta vez, o grande inimigo é a Primeira Ordem, que, assim como o Império, tenta esmagar a Nova República. E, mais uma vez, Leia Organa, agora general, lidera a resistência e busca encontrar um cavaleiro Jedi para auxiliá-la: Luke Skywalker.

Destaques e curiosidades

Foi a primeira vez que um personagem negro, Finn, interpretado por John Boyega, ganhou destaque como um dos protagonistas da saga. Da mesma maneira, O Despertar da Força inovou ao introduzir uma mulher no papel principal, Daisy Ridley interpretando Rey.

Outra curiosidade é que o Despertar da Força não foi semelhante a Star Wars IV somente no enredo, mas também nos lucros. Calcula-se que a Disney tenha tido um lucro de quase 800 milhões de dólares nas bilheterias.

A frase icônica deste filme ficou por conta de Han Solo quando diz para Finn:

As mulheres sempre descobrem a verdade. Sempre.

Crítica

No geral, as críticas foram positivas, mas alguns acharam que O Despertar da Força ficou muito parecido com Uma Nova Esperança (Episódio IV). De todo modo, a saga ganhou um novo input e conquistou muitos novos fãs.

Com a aquisição da Lucasfilm pela Disney em 2012, os filmes da saga Star Wars bem como seus spin offs ficaram disponíveis no canal Disney+, fazendo assim com que o amor pela saga continue muitas gerações à frente.

STAR WARS VIII: OS ÚLTIMOS JEDI

cartaz do último filme de star wars com todos os personagens em primeiro plano de forma estilizada. O cartaz tem fundo branco e os personagens estão em um fundo vermelho

Dados sobre o filme

Título original: Star Wars: Episode VIII – The Last Jedi

Lançamento: 2017

Duração: 2h32m

Elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Mark Hamill

Sinopse: Rey encontra Luke Skywalker e pede para que ele a treine para ser uma Jedi. Enquanto isso, intensificam-se as batalhas entre a Primeira Ordem e a Aliança Rebelde, que precisa desesperadamente lutar por sobrevivência após terem seu esconderijo descoberto.

Destaques e curiosidades

Uma curiosidade nesse filme é que a cicatriz que o personagem Kylo Ren havia ganhado sobre o nariz em O Despertar da Força, foi movida para cima do seu olho direito nesta sequência.

Assim como o Despertar da Força assemelhou-se à Uma Nova Esperança, Os Últimos Jedi teve um enredo parecido com o Império Contra-Ataca.

Este foi o último filme da atriz Carrie Fisher (Princesa e General Leia Organa) antes de falecer em 2017.

Star Wars VIII: Os Últimos Jedi é o mais longo de toda a saga com 152 minutos.

Neste filme, o espírito da Força do Mestre Yoda diz para Luke uma frase memorável a respeito da relação entre mestre e discípulo:

Nós somos o que eles superam, esse é o verdadeiro fardo de todos os mestres

Crítica

De longe, este é o mais bem-sucedido filme de toda a saga, senão o melhor. Apesar da longa duração e das muitas histórias paralelas, Os Últimos Jedi foi aclamado por fãs e pela crítica especializada.

STAR WARS IX: A ASCENSÃO SKYWALKER

cartaz com fundo azul do lançamento oficial do filme Star Wars a Ascensão Skywalker com todos os personagens do filme

Dados sobre o filme

Título original: Star Wars: Episode IX – The Rise of Skywalker

Lançamento: 2019

Duração: 2h21m

Elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac

Sinopse: Vários desfechos e revelações impressionantes aguardam os fãs neste último episódio da saga. Mas a ação e a aventura continuam em alta nas batalhas entre a Aliança Rebelde e a Primeira Ordem.

Destaques e curiosidades

Na cena do conflito final entre Rey e Palpatine, as vozes dos Jedi do passado falam com Rey tentando reanimá-la. Algumas dessas vozes são de Anakin, Obi-Wan, Yoda e Mace Windu.

Uma das frases mais empolgantes do filme é justamente nesse momento em que Rey se levanta para enfrentar Palpatine e empunha dois sabres de luz dizendo:

E eu sou todos os Jedi.

Crítica

A crítica não foi tão favorável a este episódio quanto foi com os outros. No geral, A Ascensão Skywalker foi considerado um filme-tributo a toda a saga e feito especialmente para os fãs.

TRILHA SONORA DA SAGA STAR WARS

Ok, todos nós sabemos que a trilha sonora da saga Star Wars é um espetáculo à parte. Melhor. Eu diria que é um personagem permanente em todos os filmes. É como se a cada cena, a música dialogasse com os personagens. E sabe o que é mais interessante? É tudo intencional.

Os créditos da trilha sonora vão para John Williams, que já havia trabalhado para Steven Spielberg (amigo de George Lucas) em Tubarão. Quem não se lembra daquela música de quando o tubarão estava prestes a atacar alguém?

Uma das técnicas utilizadas por John Williams foi inspirada no compositor alemão Richard Wagner, famoso por suas óperas épicas. A técnica em questão é o leitmotiv que consiste em criar um tema para um determinado personagem que irá se repetir sempre que ele aparecer.

É daí que vem a famosíssima Marcha Imperial do Lorde Darth Vader!

REFERÊNCIAS BÍBLICAS NA SAGA STAR WARS

Tudo na saga Star Wars é rico e remete a inúmeros conteúdos culturais. Mas o que muitos não comentam é a influência, nos filmes, de elementos cristãos que foram tirados da Bíblia.

Você dúvida? Então vamos ao mais óbvio.

Em Os Últimos Jedi, Luke conta que reuniu 12 discípulos para lhes passar o conhecimento da religião Jedi em um templo. Mas um deles acabou por traí-lo: Kylo Ren. Nem parece com a história de Jesus, os 12 apóstolos e Judas Iscariotes, né?

Mas as semelhanças não param aí!

A questão de Luke Skywalker ser visto como um redentor remete à figura de Jesus Cristo como um Salvador e o fato dele ser capaz de fazer objetos levitarem e coisas do gênero pode ser uma referência também

Além disso, o próprio nome de família de Skywalker (aquele que anda no céu) é uma indicação clara do significado divino do personagem. Podemos também considerar que o Mestre Yoda é uma espécie de João Batista que consagra Luke para a Força (o Espírito Santo), que passa, então, a estar sempre com Skywalker e a guiá-lo.

Podemos ir além nas comparações!

Se Luke é Jesus Cristo, a Força é o Espírito Santo e o Mestre Yoda é João Batista, então quem seria o Pai? Darth Vader? Errado!

Obin-Wan Kenobi!

Ele possui um elo especial com Luke e aparece de quando em quando para auxiliá-lo.

Por fim, o código de ética e conduta Jedi é chamado de religião jedi em alguns episódios da saga, os mais recentes especialmente. Logo, não há como negar uma influência religiosa ali.

REFERÊNCIAS ISLÂMICAS NA SAGA STAR WARS

Agora vem a maior surpresa de todas! Não é só de referências cristãs que é feita a saga Star Wars, mas existem elementos islâmicos também! Muitos não imaginam, mas o mundo muçulmano serviu de inspiração para nomes, personagens, indumentária e alguns mundos e conceitos da saga.

Tudo começa no planeta Tatooine, lugar de origem de Luke Skywalker. As locações das filmagens foram no sul da Tunísia, país árabe do Norte da África e de maioria muçulmana. Enquanto esteve lá, George Lucas inspirou-se na indumentária tradicional dos mestres sufis para compor o visual de Obi-Wan Kenobi.

A Força foi inspirada pelo conceito de Barakah uma bênção, ou ainda presença divina, que flui através dos que estão mais próximos de Allah até outras pessoas, animais e até objetos.

Por fim, a figura do cavaleiro Jedi com todo seu código de honra e conduta foi inspirado na Futuwwa que é um código medieval de cavalaria muçulmana, que era adotado, por exemplo, pelo Sultão Saladino, herói muçulmano que reconquistou Jerusalém para o Islã, mas que era admirado, até mesmo, pelos cristãos pela sua ética cavalheiresca.

REFERÊNCIAS DOS SAMURAIS EM STAR WARS

Outra fonte importantíssima para a saga Star Wars é o diretor japonês Akira Kurosawa, reconhecidamente venerado por George Lucas e, através desse link com o Japão, os próprios samurais. A figura do Darth Vader nada mais é do que um samurai do período feudal japonês. Esse tipo de samurai é uma referência direta ao ator Toshiro Mifune.

Lucas buscou inspiração no filme A Fortaleza Escondida, de Kurosawa, feito em 1958. A famosa cena de C3PO e R2D2 discutindo e se separando no deserto de Tatooine para depois se encontrarem é quase uma cópia de uma cena desse filme.

Algumas cenas de duelo de sabres de luz também remetem a duelos presentes neste mesmo filme. Por fim, as armaduras dos samurais e seus capacetes podem ter inspirado, por exemplo, a própria armadura e capacete de Darth Vader.

Mais para frente, no filme A Ameaça Fantasma, a roupa de Darth Maul também remete à roupa dos samurais japoneses.

POR QUE ASSISTIR A STAR WARS SEGUINDO A LINHA DO TEMPO?

Como todo bom fã, você sabe que nunca é demais assistir a Star Wars, e seguir a linha tempo é algo emocionante por si só que dispensa maiores explicações. Porém, se você ainda está se familiarizando com o universo da saga, é altamente recomendado que você faça isso.

Aliás, é obrigatório que você pelo menos uma vez tenha assistido a todos os filmes da saga Star Wars seguindo a linha do tempo caso queira realmente ser considerado um verdadeiro fã Star Wars.

CONHEÇA A ZONA CRIATIVA

Na Zona Criativa, você encontra uma linha de produtos de animes, além de inúmeras opções de presentes criativos e colecionáveis que levam a marca do seu personagem, filme ou série favoritos. 

Uma empresa de presentes e boas lembranças, nossos produtos chamam a atenção pela incrível variedade de cores, formas e frases. Fundada em 2008 com o compromisso de produzir produtos com criatividade e qualidade além das expectativas de nossos clientes.  

Clique aqui e conheça todos os nossos produtos.  

Acesse nosso site: www.zonacriativa.com.br  

Ligue: (11) 2681-4060 

E-mail: contato@zonacriativa.com.br  

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments